TIM espaço mulher

Menu

Vida a dois

O momento ideal para ter filhos

O casamento vai bem, vocês já curtiram muitos momentos juntos, viajaram bastante, conhecem bem a família um do outro, a carreira está em um momento estável e as finanças vão bem, obrigada. Momento ideal para pensar em aumentar a família, certo? Talvez. Em um mundo perfeito e ideal, esses seriam os pressupostos básicos que influenciam na decisão de ter um filho, mas será que é tão simples assim? E será que todo mundo pode ter esse contexto tão favorável?

Há quem diga que não existe o momento ideal para ter filhos, mas certamente é um tema para pensar bastante e para o qual não existe uma fórmula. É necessário levar em conta a questão financeira, por exemplo, mas não só isso. A idade e saúde materna são fatores muito importantes também.

Veja abaixo algumas questões a considerar antes de tomar essa decisão tão importante:

1. Levando em consideração a carreira e estabilidade financeira, muitas mulheres estão adiando a gravidez cada vez mais. Quanto mais velha a mulher for tentar ficar grávida, mais problemas ela pode enfrentar. Sabemos que a medicina avançou muito e pode ajudar quem prefere deixar os filhos para mais tarde, mas o fator idade é sim um ponto a ser considerado, principalmente após os 35 anos.

2. Ainda na questão da idade, também é legal pensar em quantos filhos o casal quer ter. Se você deixar para ter o primeiro perto dos quarenta e estiver planejando três filhos, por exemplo, pense que a sua idade pode sim dificultar os planos. A orientação médica pode ser muito válida para ajudar vocês a decidir.

3. A questão financeira pesa muito na hora de decidir ter um filho. Faça um balanço da renda atual e shutterstock_230547526pense se os gastos com uma pessoa a mais podem ser absorvidos. Vocês precisarão se mudar para acomodar o bebê? Colocarão em creche ou terão babá? Poderá investir em saúde, educação e lazer?

4. Uma criança muda a dinâmica da família e é importante os pais terem consciência de que, apesar de elas trazerem amor e alegria, elas também podem trazer situações de estresse e preocupação. Os pais precisam ter uma boa comunicação, pois é conversando que eles passarão valores e princípios aos filhos.

5. Pense também em disponibilidade emocional. Ter um filho requer constante entrega, há diversas situações em que você terá que priorizar o outro em vez de você mesma. Sempre haverá momentos em que você vai sentir saudades da vida sem filhos, isso é normal, mas pense bem se você está disposta a colocar (ainda que somente no começo) outra pessoa no centro da sua vida.

6. Por último, embora ter um filho seja decisão do casal, avalie se você tem uma rede de apoio disponível para dar apoio. Familiares em quem você confia, amigas com filhos ou mesmo grupos virtuais maternos podem te dar o suporte para que você possa se entregar por completo nessa nova vida.

TIM espaço mulher

Insira o número do PINCODE

· Serviço exclusivo para clientes TIM

· Receba dicas que toda mulher precisa saber!